Perguntas Frequentes

O que é a Ostomia?

A Ostomia é um procedimento cirúrgico que consiste na abertura artificial ou exteriorização para dentro ou para fora do corpo como, por exemplo, uma parte do aparelho digestivo, respiratório ou urinário. No caso prático da ostomia é uma abertura artificial que permite a passagem de fezes ou urina.

Existem três tipos principais de estoma, relacionados ao sistema digestivo e urinário, que são: colostomiaileostomia urostomias.

O que é um Estoma?

A palavra “estoma” vem do grego e significa “boca” executada cirurgicamente no abdómen, desviando o trânsito normal do conteúdo intestinal ou urinário.

Viver com Ostomia

Todos os anos, milhares de pessoas são submetidas a uma cirurgia e ficam com um estoma. Para alguns, a cirurgia é um procedimento de salvamento, quer para doenças intestinais, acidentes ou para corrigir um defeito de nascimento.

Nos últimos anos, as cirurgias têm melhorado muito e cada vez mais os estomas são temporários, em vez de permanentes.

A cirurgia pode melhorar a sua vida!

Dependendo do seu problema de saúde ou condição, o médico irá exteriorizar uma porção do seu intestino ou condutos urinários normalmente na parede do abdômen, através da remoção da bexiga (urostomia), parte do intestino delgado (Ileostomia) ou parte do intestino grosso (colostomia) e, construindo um novo caminho para a eliminação incontinente de fezes ou urina.
Esse procedimento cirúrgico chama-se Estoma e trata-se de uma abertura ou “boca” utilizada para indicar a exteriorização de qualquer víscera através do abdómen, neste caso, será uma porção do intestino ou dos condutos urinários. Na maioria dos casos, a construção do estoma soluciona o seu problema de saúde permitindo uma vida plena.

Tipos de Ostomia

Existem 3 tipos principais de Ostomias de eliminação: COLOSTOMIA (intestino grosso), ILEOSTOMIA (intestino delgado) e UROSTOMIA (trato urinário).

Após as cirurgias de colostomia, ileostomia ou urostomia será perdido o controle esfincteriano, portanto o conteúdo eliminado do seguimento urinário e intestinal, será contido através de uma bolsa discreta aderida ao abdómen. É muito importante cuidar adequadamente do seu estoma, certificando-se que os sacos colectores em uso são os mais adequados ao seu caso e estilo de vida.

Colostomia

A colostomia é uma abertura criada na parede abdominal, através da qual uma parte do intestino grosso é trazida até ao exterior. A colostomia pode ser formada a partir de qualquer parte do intestino grosso, embora as colostomias mais comuns são as do cólon sigmóide e cólon transverso. A posição exacta depende do motivo que levou à cirurgia (doença, acidente, etc.) e do cirurgião.
Na colostomia a evacuação passa a ser feita através do estoma (abertura no abdómen) em que o fluxo fecal varia, a consistência e o volume das fezes, dependendo da localização da ostomia (cólon sigmóide, transverso).

Caracterização do Estoma: O estoma é vermelho, húmido e não tem terminações nervosas, por conseguinte é indolor (não tem dor).

Produto(s) Indicado(s): Saco fechado e descartável, dado que normalmente as fezes têm uma consistência semelhante às de uma evacuação normal. O saco fechado pode ser: 1 Peça ou de 2 Peças

Ileostomia

A ileostomia é uma abertura criada cirurgicamente na parede abdominal, através da qual uma parte do intestino delgado (íleo) contacta com o exterior. Na maioria dos casos, o cirurgião usa a parte terminal do íleo (última parte do intestino delgado) que é trazido até à parede abdominal e cosido à pele, formando-se assim o estoma, que neste caso designa-se por ileostomia.
Na ileostomia a evacuação passa a ser feita através do estoma (abertura no abdómen) e o seu fluxo fecal/consistência varia de acordo com a localização da ostomia no intestino delgado.

Caracterização do Estoma: O estoma é vermelho, húmido e não tem terminações nervosas, por conseguinte é indolor (não tem dor).

Produto(s) Indicado(s): Os dispositivos indicados são os sacos abertos ou drenáveis, de 1 Peça ou de 2 Peças.

Urostomia

Quando a bexiga é removida, o paciente precisa de uma nova forma de armazenar e expelir a urina, verificando-se vários métodos para este efeito. O método mais comum é aquele em que o cirurgião anexa os ureteres a uma parte do intestino delgado, o qual é adaptado para trazer a urina até a uma abertura na parede abdominal. Esta nova abertura é chamada de urostomia e, é utilizada para a eliminação de urina do corpo.

Caracterização do Estoma: O estoma é vermelho, húmido e não tem terminações nervosas, por conseguinte é indolor (não tem dor).

Produto(s) Indicado(s): Saco de urostomia que pode ser: 1 Peça ou de 2 Peças

Preparar para a cirurgia de construção do Estoma

É normal pensar na transformação da sua vida, após a construção do estoma e, como irá conviver com essa mudança. Estamos aqui para ajudá-lo! A melhor forma de sentir-se seguro é obtendo informações sobre a sua nova condição de vida, junto dos profissionais de saúde. Nesse sentido, esclarecemos o papel que cada um, no seu processo de recuperação, bem como, as perguntas que devem ser feitas quando encontrá-los.

Profissionais de saúde – cirurgião e enfermeiro estomoterapeuta
Na consulta de pré-operatório, o cirurgião dará orienatções sobre que tipo de cirurgia a ser realizada e qual o tipo do seu estoma, bem como, a permanência do estoma (se temporário ou definitivo). Nessa consulta, poderá ser-lhe indicado um enfermeiro estomoterapeuta (especializada no tratamento da estomia) que o acompanhará antes e pós cirurgia. Este profissional será o seu grande auxílio, já que irá instruí-lo sobre sua nova condição com a ostomia. Caso consiga ser avaliado por um estomoterapeuta antes da cirurgia, ele irá prepará-lo e o orientá-lo sobre a cirurgia e a sua nova condição de vida com um estoma. Na consulta de pré-operatório, o estomoterapeuta perguntará sobre seu estilo de vida e hábitos pessoais. A partir dessa conversa, ambos os profissionais indicarão o local adequado para seu estoma. Assim, no dia da cirurgia, o estomoterapeuta demarcará o local adequado no seu abdomén para o cirurgião construir o estoma.
Caso queira encontrar outra pessoa ostomizada, o enfermeiro estomoterapeuta, poderá combinar uma visita com um paciente ostomizado ou direccioná-lo à Associação Portuguesa de Ostomizados.

Escolha do local adequado para o Estoma

O primeiro passo para prevenção de complicações é a seleção do local adequado para o estoma. Um estoma mal localizado dificulta a adaptação do sistema de bolsa, favorecendo a infiltração do efluente e problemas de pele.
Se houver tempo, é importante discutir com os profissionais que o acompanham, o melhor local para o estoma. Dependendo da condição médica ou da lesão, isso poderá acontecer no consultório do cirurgião ou no hospital. Segue alguns critérios que devem ser observados:
– o local do estoma deve ser de fácil visualização e alcance, permitindo o autocuidado.
– evitar locais próximos a dobras cutâneas, cicatrizes, inclusive a umbilical, proeminências ósseas para uma melhor adaptação do sistema de bolsa na pele periestoma.
– o posicionamento deve ser avaliado com o paciente sentado, em pé e curvado.

Sugestão de outras perguntas a fazer

Enfrentar uma cirurgia acarreta sempre algum nervosismo, dificultando o esclarecimento de todas as perguntas que deseja fazer durante as consultas pré-operatórias. Sugerimos que escreva uma lista de dúvidas e leve-a nessas consultas, para que possa ajudá-lo a ter certeza de que todas as suas preocupações serão esclarecidas. Deverá levar um amigo ou familiar próximo, para fazer anotações e oferecer apoio.
Aqui estão algumas perguntas comuns feitas por pessoas que já passaram por uma cirurgia de estomia:

Descreva como poderá ficar o meu estoma (altura, posição, tamanho, aparência). O que devo esperar?
O estoma será definitivo ou temporário?
Como funciona o estoma?
Ficará visível sob as roupas?
Como é um Saco de ostomia (tamanho, tipos, cores, estilo)?
Como troco o saco? O saco pode vazar ou romper?
Onde comprar os sacos? Quanto custa?
Terei que mudar minha alimentação?
Quando poderei voltar a trabalhar?
Poderei sair com minha família e amigos?
Em que aspectos a ostomia afetará minha vida sexual?
Poderei viajar?
Onde posso encontrar mais ajuda e apoio?
Precisarei de cuidados especiais quando for para casa?

O meu sistema de seguro, cobrirá o custo dos materiais de ostomia?
O SNS fornece as sacos?